top of page
Buscar

O modelo de consumo no Brasil

Atualizado: 7 de jun. de 2019

10 características do consumo no Brasil segundo a PwC - Repost ÉPOCA Negócios


O consumo faz parte do dia a dia, e ele é feito cada vez mais por meio da internet. No Brasil, 21% das pessoas realizam compras online semanalmente - o maior índice registrado desde 2014 pela consultoria PricewaterhouseCoopers (PwC), que apresentou nesta terça-feira (03/04) o Global Consumer Insight Survey 2018, uma pesquisa que define tendências e características de consumo em 27 países, incluindo o Brasil.

Ao todo, a PwC entrevistou 22 mil pessoas entre agosto e outubro de 2017. No Brasil, o único da América Latina entre os analisados, foram 1.001 entrevistados. 41% dos respondentes fazem uso de celulares para suas compras, sejam elas diárias, semanais ou mensais. Nos tablets, são 30%, e nos computadores, 58%.

Design with Ease


“"O online continua crescendo na vida das pessoas", afirma. Elas compram com mais frequência, usam mais os canais online, e em todas as categorias de produtos os números de pessoas que optam pela rede aumenta.” Ricardo Neves, sócio da PwC Brasil

Para Alexandre Horta, diretor da PwC Brasil, o aumento na demanda por produtos pela internet também demonstra a melhora na oferta por parte dos varejistas. "Há um amadurecimento na oferta e um aumento no número de players atuando no mercado, o que ajuda as pessoas a confiarem mais nas compras online", diz.


Compras nas lojas físicas cresceram A PwC dividiu a experiência de compras em quatro canais: lojas físicas, computadores, tablets e mobile (celulares). Destas, entre 2016 e 2017 apenas mobile teve aumento na frequência de compras dos usuários, de 30% a 31%. As demais apresentaram quedas crescentes desde 2015.

Mas isso mudou nos dados de 2018: todas as divisões tiveram aumento da frequência de compras pelo consumidor, com destaque para as lojas físicas, que são um canal de consumo para 61% dos respondentes.

País está no Top 10 das intenções de compra de alimentos pela internet

Em todas as categorias de produtos, o consumo do brasileiro aumentou Se o brasileiro consome mais online, ele o faz em todas as categorias analisadas pelos pesquisadores. Comparando os dados de 2018 com os de 2014, o número de consumidores que fizeram todas ou a maior parte de suas compras via internet subiu 16% em vestuário e calçados e livros, e músicas, filmes e videogames.

A internet, aliás, é a principal fonte de compras para 34% dos que consomem livros, músicas, filmes e videogames, e para 27% dos que compram equipamentos eletrônicos. Nas outras categorias, a preferência pela compra online é: saúde e beleza (24%), vestuário e calçados (22%), móveis e utensílios domésticos (18%), equipamentos esportivos (18%), brinquedos (16%), eletrodomésticos (19%), joias e relógios (15%) e alimentos (13%).

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page