top of page
Buscar

O Ter é consequência

O sucesso, em geral, é medido por uma lista de itens que, por seu preço, somam uma grande importância em dinheiro, mas que na maioria das vezes são carentes de valor.

A questão que trago a discussão é a de que nem sempre o que se acumulou gerou mais riqueza do que aquilo que se podia haver experenciado.

A máxima que há muito tenho em minha vida é:

À medida em que me conheço aumento a chance de ter aquilo que almejo.

Ou porque terei mais elementos a disposição para alcançar o desejado ou por entender que aquilo que eu desejava não faz mais sentido.

Quando somos jovens e temos pouca experiência de vida, as conquistas materiais nos parecem estar repletas de glória e altivez.

Ocorre que, com o passar dos anos e a conquista de alguns daqueles bens anteriormente desejados, não nos aproximamos da satisfação projetada.

Longe de mim dizer que o fato de adquirir bens materiais seja mera vaidade. O que digo é que a experiência de vida nos mostra quais são os bens realmente necessários à satisfação pretendida e que a mera acumulação somente nos obriga a, em algum momento, desfazer-nos de entulhos.

Por isso que, investir em autoconhecimento é fundamental para que se tenha, o mais cedo possível, real entendimento do que nos traz satisfação pessoal.

Minha experiência mostra que aquilo que experenciei fez muito mais sentido do que aquilo que comprei e coloquei em alguma estante, gaveta, garagem etc.



7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page